03 dezembro 2018

Mais um passo firmado no caminho da Grande Rota do Montado

​No passado dia 30 de novembro, na Feira do Montado, em Portel, decorreu a cerimónia “Ecopistas na Grande Rota do Montado: Assinatura de Subconcessão de Ramais Desativados do Alentejo Central”. A assinatura deste contrato, entre a CIMAC e a INFRAESTRUTURAS DE PORTUGAL – IP PATRIMÓNIO, prevê a passagem da gestão de quase 200 km de canais ferroviários desativados, para a CIMAC com o objeto da sua transformação em ecopistas.Integrados neste processo estão 9 dos 14 concelhos do Alentejo Central (Arraiolos, Borba, Estremoz, Évora, Montemor-o-Novo, Mora, Redondo, Reguengos de Monsaraz e Vila Viçosa), que através da Grande Rota do Montado, vai permitir estabelecer um conjunto de rotas pedestres e cicláveis distribuídas por mais de 1.100 km de extensão pela região.​

Esta característica torna a região do Alentejo Central como a única no país onde é possível caminhar apenas por ecopistas permitindo a fruição do território e dos seus valores patrimoniais (paisagem, ambiente, história).
A Grande Rota do Montado, projeto intermunicipal incluído no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial do Alentejo Central (PDCT-AC), é financiado por Fundos Comunitários Regionais e foi aprovado no passado dia 13 de novembro pela Autoridade de Gestão do ALENTEJO 2020.

© 2014 - Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central Termos de Responsabilidades Condições de Privacidade made by |create| it |